gototopgototop
Ciência
Avaliação do Usuário: / 1
PiorMelhor 
Ter, 01 de Setembro de 2015 Noticias - Ciência

Reproduzimos de http: www.cptnacional.org.br/

ariovaldo umbelino

O geógrafo, pesquisador e professor da USP Ariovaldo Umbelino fala sobre a situação de propriedades que utilizam terras retiradas do patrimônio público ilegalmente, os famosos casos de grilagem, e também se diz contrário ao programa “Terra Legal” do Governo Federal. (Por Marcella Lourenzetto, Carta Capital)

 

“Nós temos no Brasil hoje um numero elevadíssimo de escrituras onde não há fazendas”, comenta o geógrafo. Ele explica que no país existe um número alto de fraudes na documentação de terras, principalmente em municípios com importância econômica, como em São Félix do Xingu, no Pará, que possui o segundo maior rebanho de carne bovina do país.

No começo de 2012, o geógrafo integrou um grupo que realizou um comparativo entre o processo de retomada das terras devolutas do portal do Paranapanema, em São Paulo, com o que estava acontecendo em São Félix do Xingu. Advogados da Faculdade de Direito do Pará também participaram do projeto e o pesquisador liderou a equipe que foi a campo analisar a situação da região.

“Nós verificamos que, na realidade, praticamente 100% dos documentos legais do cartório têm que ser anulados, porque são falsos. A corregedoria do Pará anulou todas as escrituras registradas no cartório de registro de imóveis de São Félix do Xingu”, afirma. E também indaga: “Ninguém é dono das terras mais. Bem, dono do papel. Mas quem está lá na fazenda hoje?”.

 
Qua, 18 de Agosto de 2010 Noticias - Ciência

camponeses3Nós do Movimento Estudantil Popular Revolucionário julgamos ser de suma importância para os jovens comprometidos com a transformação revolucionária da sociedade brasileira o estudo de um conceito soterrado e escondido de mil e uma maneiras pela maior parte da academia e “esquerda” oficial do País: o capitalismo burocrático. Compreender cabalmente, de maneira criteriosa e científica, a estrutura e a formação econômico-social da nossa Nação, estabelecer qual o papel das diferentes classes sociais na formação do País e, conseqüentemente, o papel de cada uma na revolução brasileira, estabelecer e compreender (à luz da ideologia científica do proletariado) qual o caráter da nossa revolução, tudo isso é absolutamente indispensável e obrigatório para os que almejam de fato a Revolução em  nosso País e, com ela, a extirpação de todas as mazelas e males endêmicos –dentre eles o latifúndio semifeudal e semicolonial, que os monopólios de imprensa tanto esforço fazem para decretar “coisa do passado”- que como uma chaga condenam ao desemprego, à miséria e a morte centenas de milhares e milhões de brasileiros. Há cinco séculos.

É com o objetivo de estimular essa discussão que reproduzimos em nosso sítio a Convocação para o II Seminário sobre Capitalismo Burocrático que será realizado na Universidade Federal de Alagoas entre os dias 30/08 e 04/09 próximos. Conclamamos todos os estudantes e pessoas comprometidas com a luta do nosso povo a participar desta atividade e entendemos que debates e discussões como essa são cada vez mais importantes para quebrar, de fato, os muros da Universidade e faze-la servir aos interesses do povo.

 
Ter, 27 de Julho de 2010 Noticias - Ciência

Resistncia__Operao_Caada_VerdePublicamos abaixo  texto da grande intelectual indiana e defensora dos direitos dos povos em seu país e no mundo, Arundathi Roy.

Autora do livro “O Deus das pequenas coisas”, vencedor do prêmio Booker de 1997, está sendo atualmente perseguida pelo reacionário Estado indiano por sua postura de apoio à luta de revolucionária e luta de resistência levada à cabo pelos povos adivasis, em oposição à genocida “Operação Caçada Verde”, sob a direção do Partido Comunista da Índia (Maoísta).

Recentemente Arundathi Roy publicou um livro, intitulado “Andando com os Camaradas”, em que narra sua experiência nas bases de apoio da guerra popular prolongada, que sob direção do PCI (Maoísta) destrói parte por parte o velho Estado reacionário e, sobre as suas cinzas, erige um Novo Poder de Nova Democracia no coração mesmo daquele país.

No texto abaixo a autora critica os atuais “valores” apregoados pelo imperialismo para iludir e massacrar os povos, quais sejam, “democracia” e “desenvolvimento” , “valores” esses tão caros aos oportunistas de toda a laia e que somente têm significado genocídios e guerras de rapina mundo a fora.

Será  certamente um texto útil para a reflexão, inclusive sobre o farsante processo eleitoral corrupto que ora se desenvolve em nosso país.

 
Qui, 22 de Abril de 2010 Noticias - Ciência
Acesse o texto em PDF:  Desmistificando o aquecimento global;

imperialismo_quer_se_apoderar_das_riquezas_de_nosso_povo Em virtude do grande debate que se trava atualmente em todo o mundo, e da tonelada de papel e dinheiro que se tem gasto (sobretudo as “respeitosas” agências e ONG’s do imperialismo) para a produção de filmes e documentários “inapeláveis” sobre o tal “aquecimento global”, apresentado pelos monopólios dos meios de comunicação como um fato consumado a priori, que não necessita sequer ser explicado, publicamos em nosso sítio artigo do climatólogo da Universidade Federal de Alagoas Luiz Carlos Molion, um dos mais renomados cientistas brasileiros e especialistas sobre o tema na atualidade. Tal artigo, incrivelmente didático, questiona a tal teoria do aquecimento global como um fenômeno relacionado com a ação humana e nega que o mundo esteja marchando, como querem fazer crer alguns, até o seu fim.

 
Avaliação do Usuário: / 1
PiorMelhor 
Sáb, 27 de Fevereiro de 2010 Noticias - Ciência

congresso_ligas_camponesas Nós do MEPR publicamos recentemente em nossa página matéria de denúncia sobre a capitulação em relação à luta pela terra propugnada pelo principal dirigente e figura pública do MST, João Pedro Stédile, em entrevista concedida em janeiro último ao jornal Zero Hora.

Publicamos agora texto do geógrafo Ariovaldo Umbelino, questionando o Censo Agropecuário de 2006, divulgado recentemente. O texto mostra como os técnicos do IBGE não recuam ante artifício algum para maquiar a realidade e ocultar a questão da concentração da terra. Importante também é a denúncia da enorme quantidade de terras griladas no nosso país, terras devolutas pertencentes à União e apropriadas pelo latifúndio (um terço do território nacional!). Isso mostra que quem secularmente invade terras no Brasil não são os camponeses, mas sim os bandidos latifundiários. Importante também é a defesa do conceito de campesinato, varrido dos estudos oficiais e, importante dizer, varrido do discurso dos chamados “movimentos sociais” dentre eles o MST, e a substituição desse conceito científico e associado à luta pela radical transformação social por um esquálido “agricultores familiares” ou “trabalhadores rurais”. Ora, basta perguntar: o que prevalece  no campo do nosso país são proletários rurais, reivindicando melhores condições de trabalho, ou um numeroso campesinato reivindicando a posse da terra?

 
Avaliação do Usuário: / 1
PiorMelhor 
Qua, 14 de Outubro de 2009 Noticias - Ciência

ufal_2Entre os dias 05 e 09 do mês de outubro o MEPR, junto com o mestrado em serviço social da UFAL (Universidade Federal de Alagoas), realizou a II Semana Marxista com o tema Marxismo e a questão agrária: uma homenagem aos 60 anos da Revolução Chinesa.

O Evento contou com a participação de aproximadamente 270 pessoas, número que foi além das expectativas, pois no mesmo período estavam ocorrendo outros Eventos na Universidade. No decorrer da Semana mesmo aqueles que não estavam escritos participaram das palestras.

“Semifeudalidade e Capitalismo Burocrático”; “Marxismo e Questão Feminina”; “Reforma Agrária ou Revolução Agrária” e “O impacto da Revolução Chinesa no Nordeste (atuação do PCdoB, PCR e Ação Popular nas décadas de 60 e 70)”, foram alguns dos temas abordados.

 
Ter, 10 de Fevereiro de 2009 Noticias - Ciência

darwinn 12 de fevereiro de 1809. Nesta data, 200 anos atrás, nascia o grande cientista britânico Charles Darwin, cuja contribuição científica tem até hoje grande importância para todas as áreas do conhecimento. Darwin foi autor de uma vasta publicação científica, tendo destaque seu estudo sobre a seleção natural.

Abaixo, reproduzimos artigo de Alfredo Iglesias Diéguez onde o autor expõe a importância e os desdobramentos que a teoria darwinista traz para a sociedade e, ao mesmo tempo, denuncia a deturpação que a burguesia faz desta teoria para justificar sua dominação e opressão sobre o povo.

Clique aqui para ler a matéria Ciência Versus Criacionismo publicada no JEP 6

 

RVI

Celebrações

Teses

Facebook

Jornal A Nova Democracia

FERP (Chile)