gototopgototop

MEPR participa de homenagem a Carlos Marighella na Unimontes

Avaliação do Usuário: / 0
PiorMelhor 

Leia o discurso do MEPR na íntegra: Intervenção do MEPR sobre...


4

O MEPR participou no último dia 04 de novembro na Unimontes em Montes Claros de importante debate em homenagem a Carlos Marighella pela passagem dos 41 anos de sua morte em combate. O evento, organizado pelo Centro Acadêmico de Ciências Sociais da Unimontes e apoiado por diversas organizações e entidades, entre elas o MEPR e a FEAB – Federação dos Estudantes de Agronomia do Brasil é parte do projeto “Encontros e Debates”, promovido pelo Departamento de Ciências Sociais juntamente à Coordenação do Curso.

O debate contou com a participação de Manoel Ciryllo (ex-militante da ALN) e com representante da coordenação nacional do MEPR e foi precedido pela exibição do documentário: “Marighella: retrato falado de um guerrilheiro”. Ciryllo relatou sua experiência como militante revolucionário na luta contra o regime militar e falou sobre a trajetória de Marighella como abnegado e combativo militante comunista, destacando sua conduta exemplar diante a vida e a luta de classes.

2

O membro da coordenação nacional MEPR ressaltou a posição ideológica de Marighella, de defesa incondicional da luta armada, seu combate ferrenho  ao oportunismo dentro do PCB, demonstrando como o revisionismo e reformismo se desenvolveram em meio às organizações de esquerda e o papel que cumprem hoje PT e Pecedobê no gerenciamento do velho estado.

Encarcerado_pelo_Estado_Novo_fascista Denunciamos ainda o nefasto papel que joga de tal frente oportunista eleitoreira no encobrimento dos crimes do gerenciamento militar, conclamando todos os presentes a se somarem à campanha nacional pela punição dos torturadores e criminosos de guerra do regime militar fascista.

O debate contou com massiva participação de estudantes da Unimontes e também do campus da UFMG em Montes Claros, cumprindo papel fundamental, ao aprofundar a luta política e ideológica entre os estudantes, professores e organizações presentes, acerca da necessidade de um balanço profundo sobre o papel da violência revolucionária como condição incontornável para o avanço da revolução em nosso país.

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar